5 dicas para vencer no mercado de trabalho da área ambiental

Área ambiental

Neste artigo passarei 5 dicas fundamentais para quem deseja ter sucesso no mercado de trabalho da área ambiental.

Leia até o final caso você se encaixe em pelo menos um dos perfis a seguir:

1) Você é estudante de carreiras como Ciências Biológicas, Engenharia Ambiental, Agronômica ou Florestal, Gestão Ambiental ou Ecologia e pretende se formar e atuar no mercado de trabalho ligado à área ambiental

2) Já é formado(a) em pelo menos uma dessas profissões e está buscando inserção na área

3) Ou você já está formado há alguns anos e atua no mercado de trabalho como consultor ambiental ou analista de alguma empresa de consultoria

Organizei 5 dicas indispensáveis que para mim são cruciais para quem deseja vencer no mercado de trabalho da área ambiental.

Vamos a elas então!

Como vencer no mercado de trabalho da área ambiental?

1º) Busque conhecimento – Ele é capaz de gerar oportunidades incríveis!

O que eu posso afirmar com absoluta certeza é que o estudante só irá conseguir atuar e progredir no mercado de trabalho da área ambiental através da capacitação e, basicamente, conhecimento e informação.

Conhecer é fundamental na busca da tão almejada OPORTUNIDADE, que todos(as) nós buscamos em nossa carreira profissional.

O conhecimento é medido de diversas formas, seja qual for a carreira ou a área que escolhemos.

Se estivermos na vida acadêmica, por exemplo, o conhecimento é “medido” através do número de trabalhos publicados por um pesquisador ou pós-graduando.

Já no mercado de trabalho, o conhecimento é interpretado de uma forma mais abstrata e difícil de valorar, sendo representado na maioria das vezes como a sua respeitabilidade para com os seus pares, parceiros e demais “atores” do seu círculo de atuação.

Se você é consultor ambiental, deve buscar distinção técnica entre colegas e, com o tempo, até mesmo no interior do órgão ambiental a que você costuma protocolar seus estudos de campo (Foto 1).

Curso Área Ambiental

Foto 1: Iniciando mais um treinamento in company para os analistas da CETESB na sede da companhia (Foto de novembro de 2016).

Para quem me acompanha há um tempo, sabe que disponibilizo treinamentos de capacitação à distância com certificação, de forma online, especialmente em nossa plataforma Portal eFlora com cursos e conteúdos ilimitados para assinantes, e cursos avulsos na área ambiental com o mesmo objetivo que você pode conhecer clicando aqui.

Para você que trabalha ou pretende trabalhar com consultoria ambiental, ofereço um treinamento intensivo com certificado sobre Elaboração de Laudos de Vegetação.

Nesse curso, eu descrevo quais são os procedimentos metodológicos na coleta de dados em campo e como organizar o texto através de um relatório técnico conciso e direto (Foto 2).

Laudo de Vegetação - Prática

Foto 2: Etapas básicas de um levantamento de campo na elaboração de um laudo de vegetação.

Através do curso online, também ofereço como material complementar e BÔNUS um modelo de laudo de vegetação que costumo utilizar em meus serviços em arquivo editável e com comentários que analisam quais dados organizar em cada seção do relatório.

Saiba mais aqui: http://www.portaleflora.com.br/laudo-vegetacao.

2º) Interaja! Muitas vezes a oportunidade está bem ao seu lado!

Esteja atento a eventos como palestras, simpósios e cursos de curta duração na modalidade extensão.

Esses encontros geralmente são realizados por pessoas que atuam no mercado de trabalho e contam com a participação de profissionais da área.

Você estará ao lado de pessoas que estão conectadas na área de atuação do seu interesse e você terá oportunidade enorme de fazer contatos e estabelecer networking!

Principalmente em eventos presenciais a possibilidade de interação entre os participantes é grande.

Você pode trocar cartões, expor experiências e assimilar oportunidades.

Pode, ainda, ter contato direto com o professor ministrante e estabelecer parcerias.

Eu ministro cursos presenciais desde 2008. Desde então, estabeleci dezenas de parcerias que resultaram em oportunidades interessantes de participação em trabalhos e projetos muito bacanas.

Vi também ao longo desses cursos vários participantes fazerem negócios e até marcarem entrevistas de emprego nos intervalos.

Aqui, eu faço um convite para você!

Semestralmente eu organizo um curso sobre Estudos de Flora no Licenciamento Ambiental no Brasil.

Trata-se de um curso realizado em São Paulo na região da Av. Paulista e é realizado em conjunto com o meu parceiro Géza de Faria Árbocz.

O Géza é engenheiro agrônomo com mais de 30 anos de experiência na área da consultoria, já atuou no IBAMA por mais de 10 anos e coordenou os levantamentos ambientais de uma das maiores empresas do setor no Brasil, que é sediada em São Paulo.

Ouvi-lo falar é sem dúvida uma oportunidade incrível para que você saiba discernir sobre quais as metodologias de levantamento de flora adequadas para cada tipo de escopo técnico.

Além disso, discute-se muito como elaborar orçamentos técnicos na composição de propostas comerciais. Algo que é elementar a qualquer consultor ambiental!

Inclusive, eu convido você a assistir a este flash que gravei ao longo da primeira edição do curso, que contou com a presença de inúmeros profissionais da área, em que um grupo apresenta a proposta de orçamento para um levantamento de vegetação e já se verifica uma discordância em relação ao orçamento apresentado por outro grupo para a mesma área.

Note como é difícil orçar um estudo ambiental!

Se você deseja saber mais sobre o curso e qual a próxima data da realização do mesmo, você pode entrar em contato direto comigo por e-mail ou WhatsApp (E-mail: [email protected]; Celular: (11) 9 94362382).

3º) Seja persistente! Dificilmente, a sua primeira tentativa dará certo!

Seja no mercado de trabalho ou na pós graduação, temos que ser perseverantes sempre.

Quantos currículos você já enviou?

Quantas propostas de trabalho você já submeteu ao seu cliente ou interessado(a) em receber o seu orçamento?

Quantos cursos você já realizou para aprimorar seu conhecimento?

Há uma frase muito legal e que resume bastante a necessidade de sermos persistentes: “Uma vez disseram-me: O não você já tem então só lhe resta buscar pelo sim. Portanto, sempre vale a pena tentar algo, mesmo que se tenha 99% de chances negativas” (Gustavo Zanatta Bruno).

Na busca pelo sucesso na área ambiental, ou em qualquer área de qualquer outra profissão, você deve se adaptar ao “Não”.

Analisar o por quê do “não”.

O que faltou? O que melhorar? O que buscar?

Não é recomendável que você simplesmente aceite o “não” e siga a vida.

Questione-se!

Nessa perspectiva, você poderá perceber que está faltando alguma coisa.

Conhecimento? Preparo técnico? Atitude? Reflita e aprimore-se em busca do SIM.

4º) Esteja atualizado! Acompanhe notícias e estimule o hábito de ler e escrever corretamente!

As empresas cada vez mais buscam profissionais integrados com o que está ocorrendo no mundo afora.

A situação econômica, política e social de um país influenciam diretamente na decisão de investimento por parte do empresariado e isso gera um efeito cascata em todo o mercado de trabalho.

Você deve estar atento a isso.

Hoje, plataformas de informação, entretenimento e conteúdo estão a sua disposição na palma da mão através de qualquer dispositivo mobile.

Um exemplo disso é o Portal eFlora, uma plataforma de conteúdo interativo e atualizado semanalmente com informações técnicas voltadas à área ambiental através de Cursos, Palestras e Séries com certificação.

Na plataforma, você pode ainda interagir com os demais assinantes e trocar contatos.

Pessoas de todo o país e até de fora do Brasil participam dos cursos e isso é imensamente positivo. Saiba mais aqui: www.eflora.com.br.

Inclusive, neste momento estou conduzindo o curso “Técnicas de Redação Científica”, com aulas já disponíveis no eFlora.

Você sabia que uma das maiores causas de rejeição de artigos científicos submetidos a periódicos nacionais e internacionais são os problemas na linguagem?

A falta de clareza e problemas na concordância e sintaxe são os entraves mais comuns.

Em paralelo, no mercado de trabalho, você certamente perderá muitos “pontos” com o seu superior se a qualidade do seu texto estiver ruim.

Ou para consultores autônomos, por exemplo, pega muito mal se um texto mal redigido chegar direto para análise no órgão ambiental. Será um “queima filme” muito grande! Pense nisso!

5º) Sonhe! Quais são os seus planos no curto, médio e longo prazo?

Planejamento é tudo!

Desde já é importante deixar claro que ao longo do processo muitos imprevistos irão, certamente, acontecer e influenciarão você a se desviar do caminho inicialmente pretendido.

No entanto, é muito importante que você estabeleça o seu foco e determinação com objetivos de curto, médio e longo prazo. Ajustes acontecem e muitas vezes são até necessários.

Eu parto do pressuposto de que você escolheu atuar na área ambiental porque gosta. Assim, você terá gana e motivação para acordar cedo e batalhar! Certo?

Os objetivos de vida são muito importantes e conduzem a nossa caminhada profissional em busca do estabelecimento e cumprimento das metas que costumamos fazer.

Mas cuidado! As metas devem ser factíveis e plausíveis!

Então, pense em como deseja estar daqui um ano, cinco e dez anos, por exemplo.

Você quer casar? Fazer aquela viagem? Ou simplesmente viajar regularmente? Mudar de casa? Aquele carro?

Esses são planos que envolvem planejamento financeiro.

Para tanto, necessitamos, além de custear nosso dia-a-dia, buscar aumentar a nossa poupança a fim de concretizar esses planos.

Muitos educadores financeiros por aí falam muito da questão da “renda extra”.

Aumentar os rendimentos mensais é uma tarefa desafiadora e, para tanto, você deve ser arrojado e atender necessariamente a todas as dicas anteriores.

No meu caso, para casar e conseguir realizar a viagem que gostaríamos, tivemos que buscar rendimentos extras.

Na início, eu trabalhava numa empresa de consultoria, ministrava os cursos presenciais e, como a renda para os meus sonhos ainda não era o suficiente, passei a oferecer trabalhos como freelancer principalmente na elaboração de laudos de vegetação para empreendimentos de pequeno porte.

Por isso, compartilho com você o meu curso intensivo sobre como elaborar laudos de vegetação, que representa o resultado de vários anos de experiência prática nesse tipo de serviço.

O curso possui excelente custo benefício e poderá ajudar você a enfrentar as turbulências na economia, conseguir oportunidades de trabalho e contribuir para que possua uma renda extra na busca de seus sonhos e realizações.

Isso é tão verdade que eu compartilho abaixo o vídeo da aluna Laura Galuppo do curso Elaboração de Laudo de Vegetação.

Em seu relato ela conta que o conteúdo prático adquirido com este curso permitiu que ela pudesse se inserir na área e conseguir seus primeiros trabalhos!

Por fim, eu trouxe para você nesse post um pouco sobre a minha visão pessoal acerca do sucesso na vida profissional.

A satisfação pessoal por trabalhar numa carreira que amamos é crucial para tudo o que você deseja almejar.

O restante virá naturalmente e será o resultado do seu esforço, dedicação, conhecimento, foco e, claro, uma “pitadinha” de sorte.

Mas lembre-se sempre: a sorte virá apenas para quem costuma acordar cedinho (Foto 3)!

Fitogeografia Brasil

Foto 3: Preparando mais um dia de gravações logo cedo na última expedição da série “Viajando com a Fitogeografia” do Portal eFlora realizada em junho de 2017 para o Nordeste do Brasil.

Obrigado e até a próxima!

Rodrigo Polisel

Share

Esta é a coluna oficial do eFlora Web, onde traremos periodicamente informações, dicas e conteúdos relacionados à área de Botânica, Biodiversidade e Meio Ambiente.O objetivo aqui é ser mais um canal direto com você, internauta. Sinta-se à vontade, este espaço é seu!