Dia 22 de abril – Dia Mundial da Terra A hora de agir é agora

Dia 22 de abril - Dia Mundial da Terra             A hora de agir é agora

 

su

Fonte:pelapositiva.blogspot.com

Mais que uma data festiva e comemorativa, o Dia Mundial da Terra é um alerta para que os seres humanos passem a encarar o cuidado com o planeta de forma séria, coerente, ativa e principalmente, efetiva.

O Dia Mundial da Terra foi criado pelo senador americano Gaylor Nelson em 22 de abril de 1970, sendo considerado o primeiro protesto contra a poluição, cuja finalidade foi criar uma consciência comum sobre os problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais, com a finalidade de proteger a terra. A data, que antes era comemorada apenas nos Estados Unidos, passou, após o ano de 1990, a fazer parte do calendário mundial.

Os ambientalistas e grupos de conservação utilizam-se da data para fazer uma avaliação sobre os problemas ambientais do planeta e para insistir na criação e uso de soluções para eliminar, mitigar os efeitos negativos dos seres humanos.

Também conhecido como Dia Internacional da Mãe Terra ou a Hora do Planeta, a data é uma chance de conscientizar cada ser humano sobre a responsabilidade individual ante as ameaças climáticas (cada vez maiores) e até que ponto elas já podem ser consideradas irreversíveis.

A data não pertence ou não é controlada por nenhuma entidade específica, podendo ser comemorada livremente pelo mundo, de acordo com a realidade da região.

No Brasil existem ações e atividades realizadas nesta data, como a Carta da Terra, organizada pela ONG Carta da Terra Brasil. Documento criado em defesa da vida na Terra e tem como lema: “ Começa por Você “. Uma forma de incentivar as atitudes individuais de defesa ao meio ambiente.

Existe a necessidade emergencial de incutir e efetivamente exercer o dever de preservarmos os recursos naturais da Terra, essenciais para a vida humana, pois não há como repô-los. O pensamento deve ser global mas a ação deve ser local.

A emissão de poluentes, em especial o gás carbônico, é uma das ações mais combatidas pelos ambientalistas, haja vista o aumento progressivo do Efeito Estufa pelo mundo, iniciado com a revolução industrial.

Atualmente, estamos andando na direção errada. Na busca de um lucro cada vez maior e o consumismo desenfreado, usamos carvão e petróleo demais para mover as engrenagens da economia e isso não vai mudar tão cedo. Antes de percebermos, seremos sufocados pela ganância e pela fumaça acumulada na atmosfera, tornando o planeta inabitável, destruindo o que nos foi dado como uma dádiva.

Na minha visão, o ser humano não se importa em envenenar o que lhe mantém vivo: o solo, as águas, o ar e as espécies como as árvores, algas, abelhas, que mantem o ciclo da vida desde sempre. Nota-se que somente o ser humano está em descompasso com este ciclo perfeito criado pela natureza.

Para cuidar adequadamente de nosso planeta, precisaríamos de uma profunda mudança institucional, social, econômica e política, o que, com certeza, não será fácil. Cito como exemplo a atitude do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que recentemente cancelou todos os acordos sobre o meio ambiente que existiam entre o país que representa e outros países.

Acredito que não temos mais o luxo de deixar para o futuro. Necessitamos de atitudes imediatas que preservem o meio ambiente, sob pena de que as gerações futuras sofram terríveis problemas ligados ao clima.

Como uma frase que sempre me leva à reflexão diz: “A Terra pode amar nossas pegadas, mas, com toda certeza, teme nossas mãos”.

Fica aqui uma pergunta: a Terra é a nossa casa e a de todos os seres vivos; acaso temos outro lugar para morar senão o planeta Terra?

Esta coluna é de responsabilidade da Gabriel Lima, biólogo ([email protected]otmail.com)

 

Fontes:

http://www.cmqv.org

https://pt.wikipedia.org

https://noticias.terra.com.br

https://www.calendarr.com

https://www.calendariobr.com.br

http://www.suapesquisa.com

http://www.megacurioso.com.br

https://museudoamanha.org.br

https://melhorcomsaude.com

http://www.meioambiente.pr.gov.br

Share